1. QUAIS OS SINTOMAS MAIS COMUNS DA SINUSITE?

As sinusites podem causar diversos sintomas dependendo de alguns fatores, como a idade do paciente e o tempo de evolução. Entretanto os sintomas mais comuns são a cefaleia, dor na face, obstrução nasal, alteração do olfato, secreção nasal, tosse, febre, mal estar.

 

 

2. QUANDO ESTOU COM DOR DE GARGANTA, QUAL O MOMENTO EM QUE DEVO COMEÇAR A TOMAR ANTIBIÓTICO?

Dores de garganta podem ser causadas por diversas doenças, as mais comuns são os processos inflamatórios da faringe e amígdalas. As faringoamigdalites podem ser causadas por infecções virais ou bacterianas. A necessidade do uso de antibióticos depende do tempo de evolução, febre, dificuldade para se alimentar e ingerir líquidos - que pode causar desidratação - quadros anteriores frequentes e exames laboratoriais ou de imagem.

3. ESTOU SENTIDO MUITA TONTURA, PODE SER LABIRINTITE?

Labirintite é um termo utilizado de maneira popular para descrever uma doença que causa a sensação  de tontura. Entretanto, há diversas doenças capazes de provocar tontura, como a diabetes descontrolada (devido a níveis altos de açúcar no sangue), doenças do ouvido e até alterações no sistema nervoso central (enxaqueca, AVC, etc.). Desta maneira, podemos concluir que o tratamento da tontura deve ser feito após uma avaliação médica detalhada com a realização de exames específicos.

 

4. TENHO DÚVIDAS SOBRE LABIRINTITE: QUAL O MOTIVO E TEM TRATAMENTO?

Labirintite é um termo utilizado de maneira popular para descrever uma doença que causa a[GCDA3]  sensação  de tontura, porém  existem diversas doenças capazes de provocar tontura, desde diabetes descontrolada (devido a níveis altos de açúcar no sangue); doenças do ouvido; até alterações no sistema nervoso central (enxaqueca, AVC, etc.). Desta maneira, podemos concluir que o tratamento da tontura se inicia com uma avaliação médica detalhada, com exames específicos e que o mesmo deve ser individualizado de acordo com cada paciente.

 

5. DEVO TOMAR A VACINA DA GRIPE?

As vacinas da Gripe (Influenza) têm um nível de segurança excelente e são bem toleradas. Sua constituição é de vírus inativado, portanto não contém vírus vivos que causam a doença. Podem ocorrer alguns efeitos adversos que, na sua maioria, são autolimitados e não graves.

Como o vírus sofre mudanças constantes, há necessidade de vacinação anual da gripe, que sempre é realizada com os três subtipos da influenza que circularam no último ano no hemisfério sul.

Portanto, devemos receber a vacina anualmente. E quem deve tomar a vacina? Abaixo estão algumas das indicações do público alvo para receber a vacina, segundo o Ministério da Saúde:

  • Crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias);

  • Gestantes em qualquer idade gestacional;

  • Puérperas até 45 dias após o parto;

  • Trabalhadores da Saúde;

  • Professores de escolas públicas e privadas;

  • Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;

  • Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade.

 

6. NUNCA RECEBI A VACINA A GRIPE E TENHO MEDO, POIS PERCEBO QUE QUEM TOMA FICA GRIPADO DEPOIS. QUANDO DEVO TOMAR?

As vacinas da Gripe (Influenza) têm um perfil de segurança excelente e são bem toleradas. Sua constituição é de vírus inativado, portanto não contém vírus vivos que causam a doença. Podem ocorrer alguns efeitos adversos que na sua maioria são autolimitados e não graves.

Como o vírus sofre mudanças constantes, há necessidade de vacinação anual da gripe, que sempre é realizada com os três subtipos da influenza que circularam no último ano no hemisfério sul.

Portanto, devemos receber a vacina anualmente. E quem deve tomar a vacina? Abaixo estão algumas das indicações do público alvo para receber a vacina, segundo o Ministério da Saúde:

  • Crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias);

  • Gestantes em qualquer idade gestacional;

  • Puérperas até 45 dias após o parto;

  • Trabalhadores da Saúde;

  • Professores de escolas públicas e privadas;

  • Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;

  • Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade.

 

7. SOBRE O CORONA VÍRUS, QUAL O MOMENTO EM QUE DEVO PROCURAR O HOSPITAL?

A Covid-19 é uma doença sistêmica que pode afetar as pessoas de diversas maneiras. Os sintomas mais comuns são tosse, febre e cansaço, embora também possa se manifestar por meio de dores no corpo, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor de garganta, nariz entupido, coriza, perda de olfato, diarreia e muitos outros sintomas. A recomendação mais atual é que o paciente procure um serviço de saúde no início dos sintomas, para diagnósticos e tratamento precoce, além de permitir que se isole casos confirmados, impedindo a progressão da doença.

 

8. NO CASO DE PNEUMONIA, QUAL OU QUAIS SINTOMAS MAIS COMUNS E O QUE FAZER?

A pneumonia pode ser a complicação de uma infecção viral, como a gripe. Inicialmente, pode ocorrer febre aleatória e não persistente, tosse e dor no corpo. Após, os sintomas podem evoluir para febre persistente, dor no peito, falta de ar e catarro amarelado. Em idosos, os sintomas podem ser diferentes, apresentando-se com ausência de febre e alteração do quadro neurológico.

 

9. PORQUE QUEM PRATICA MUITO EXERCÍCIO FÍSICO, FICA MAIS GRIPADO? TEM COMO EVITAR?

Existem algumas situações que podem causar as infecções das vias aéreas de maneira mais frequente em praticantes de atividades físicas. Desde uma nutrição inadequada, a treinos exaustivos, bem como a falta de materiais esportivos adequados para uso em dias frios, treinos longos e extenuantes, falta de orientação de nutricionista e médicos especializados em esportes.  Neste caso a suplementação com Vitamina C encontra bom embasamento científico. O ideal seria, antes de iniciar uma nova prática esportiva, consultar um nutricionista e, se o caso, um médico especializado em esporte.

 

10. COMO SABER SE MEU FILHO TEM ADENOIDE? Em caso positivo, O TRATAMENTO SEMPRE É CIRÚRGICO?

A principal causa de obstrução nasal em crianças são a rinite e adenoide (famosa carne esponjosa). O diagnóstico da adenoide deve ser feito por um médico especializado, no caso, o otorrinolaringologista, após a realização de um exame específico chamado nasofibrolaringoscopia. Nem sempre o tratamento será cirúrgico, cada caso deve ser analisado levando-se em conta as manifestações clínicas, como roncos noturnos, obstrução nasal sem melhora com uso da medicação indicada, alterações do desenvolvimento da face, dificuldade para se alimentar. Entretanto, caso a cirurgia seja necessária, tal procedimento evoluiu muito nos últimos anos, apresentando baixo risco de complicações, ocorrendo a alta médica no mesmo dia.

 

11. MEU MARIDO RONCA MUITO E NÃO CONSIGO DORMIR. TEM TRATAMENTO?

Sim. O ronco pode ser uma manifestação clínica de uma doença pouco conhecida, porém de grande importância, a Apneia Obstrutiva do Sono. Esta doença, além dos roncos e alterações no sono, pode causar distúrbios metabólicos bem como aumentar o risco de doença cardiovascular. Além disso, este tipo de apneia pode causar alterações cognitivas no indivíduo, como dificuldade de concentração, déficit de aprendizagem e falta ou perda de memória. Para confirmar o diagnóstico da Apneia Obstrutiva do Sono, o paciente deve realizar uma avaliação médica detalhada, bem como a realização de exames específicos, dentre eles a monitorização do sono, em que o paciente dorme em um laboratório do sono e é monitorizado durante a noite (Polissonografia). Após o diagnóstico, o tratamento vai depender do grau da apneia e pode ser desde medidas comportamentais (higiene do sono), cirurgia faríngea ou nasal até a indicação do uso do CPAP.

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS

© 2020 . Todos os direitos reservados

Desenvolvido por 

logo b3.png